• Meia Maratona de Viana 2019 915
  • Volta A Paranhos Banner 900
  • maratona no parque 2018

Ultra Trail Vuelta Al Aneto - 2010 - Crónica Telmo Veloso

Image

 

Ultra Trail Vuelta Al Aneto 2010

(Crónica Telmo Veloso)

 

 

Aproveitando a nossa semana de férias nos Pirinéus, eu e a Susana decidimos participar no Ultra Trail Vuelta al Aneto que se disputa na distância de 98kms (5.950m desnível positivo), sempre em auto-suficiência e que começa e termina em Benasque. Tomamos conhecimento desta corrida através de uma notícia que dava conta da vitória em 2009 do Alcino Serras (único português presente nesse ano). Este ano o Alcino voltou a marcar presença mas, infelizmente, foi obrigado a desistir aos 15 kms por lesão.

 

 

Nunca tínhamos participado numa prova de trail sem postos de abastecimento e com uma distância tão longa (a maior até então tinha sido o ultra trail da Geira Romana na distância de 45kms). Iria ser um novo e difícil desafio que não sabíamos se estava ao nosso alcance porque, para além da falta de experiência, não tínhamos feito qualquer preparação específica.

Para nós tudo foi novidade e aprendizagem. Logo antes da partida chegamos à conclusão que tínhamos material a mais e muito mais pesado do que a maioria dos restantes participantes. O peso mínimo da mochila, com o material obrigatório, era de 1,9kg (quase todas pesavam ligeiramente acima dos 2kgs) mas as nossas ultrapassavam os 5kgs (a juíza que pesava os sacos sorriu quando chegou a nossa vez). Paciência, pensamos nós, para a próxima vamos ser mais cuidadosos.

 

Image

 

Às 8h deu-se o tiro de partida da nossa aventura e o ambiente não podia ser mais descontraído, é a grande vantagem nas distâncias longas, apesar da nossa natural apreensão. Decidimos fazer a prova toda em conjunto porque, para além de nos ajudarmos mutuamente, estávamos de férias e por isso queríamos estar juntos.

Sabíamos que o percurso tinha 4 subidas íngremes e já tínhamos combinado que sempre que fosse necessário iríamos a caminhar, no entanto não imaginávamos que, para além da dificuldade do desnível, teríamos um piso maioritariamente composto por pedras soltas, pedregulhos e alguma neve o que nos obrigou a abrandar muito mais vezes do que era previsível.

 

Image

Image

 

Os primeiros 20kms foram sempre a subir dos 1.100m para os 2.700m de altitude, sendo portanto um começo a “doer”. Deixamo-nos ficar para trás na largada e depois, ao longo de toda a prova, fomos ultrapassando vários atletas que quebravam (e foram muitos…).

Aos 20kms iniciamos uma descida até aos 1.500m de altitude e voltámos a subir até aos 2.500m (esta foi a subida mais complicada face ao calor que se fazia sentir e ao impressionante declive da mesma, desnível de 1.000m em 5kms de distância). Quando chegámos ao cimo estávamos com 42kms de prova. Descemos durante 9 kms até uma vila chamada Vielha onde tínhamos à espera 1 saco preparado por nós com algum material (comida, meias lavadas, água…).

Quando saímos de Vielha já tínhamos 8 horas de prova e as pernas e costas muito doridas. Nova subida íngreme que acabava num planalto que nos permitiu correr (sempre que o piso permitia começávamos logo a correr, no entanto a maioria do trajecto, especialmente nas subidas, tínhamos de ir a andar).

 

Image

Image

 

Depois de nova descida, surgiu à nossa frente a última subida, desta vez dos 1.200m até aos 2.500m de altitude, quase sempre pelo meio de pedras soltas. Nesta altura, após ter acompanhado a Susana com alguma facilidade, comecei a quebrar bastante e estava a sofrer de dores na palma dos pés (pedras a mais para quem está habituado à estrada) sendo que a Susana apesar do cansaço natural mantinha a boa disposição e não mostrava sintomas de grandes dificuldades. Quando alcançamos o topo da subida da Picada já era noite cerrada e decidimos fazer toda a descida a correr por causa do frio, deixando para trás o grupo que se formou durante a subida. Foi nessa descida “às escuras” que nos perdemos e tivemos alguma dificuldade para reencontrar o caminho correcto (foi preciso voltar para trás e andar fora dos trilhos), foram cerca de 30 minutos de atraso, acontece!!!

Acabada a descida só faltavam 12kms para a meta mas eu já olhava para cada pedra com desespero e muito sofrimento. A dor nos pés estava a ficar difícil de aguentar e, para “ajudar”, o frontal da Susana apagou-se. Tivemos de nos guiar só com o meu, o que não foi fácil. Estes 12kms finais foram, para mim, terríveis.

Quando chegámos à estrada que entrava em Benasque (faltavam 2kms) o que sentimos é inexplicável. Parece que de repente carregámos as baterias e só queremos correr. Cortámos a meta de mão dada e com um sentimento fantástico de dever cumprido. Eram 3h da manhã, 19 horas depois do tiro de partida.

No final, dos 164 atletas (156 homens e 8 mulheres) que iniciaram este ultra trail, 46 desistiram, o que demonstra bem a sua dureza. A Susana obteve o 3º lugar feminino e eu o 28º masculino, nada mau para quem se estreia nestas andanças.

 

Image

 

Foi uma excelente experiência, tanto pela dureza como por ter sido efectuada sempre em conjunto com a Susana. Foi, sem dúvida, a prova mais difícil e exigente que fizemos até hoje, tanto físico como psicologicamente, mas VALEU A PENA!!!

 

 

Comentários  

# Parabéns aos 2!Mark Macedo 31-08-2010 15:20
Estão de parabéns! Não é nada fácil participar numa prova deste calibre. Vocês são corajosos e têm muita fibra nas pernas! Tenho a certeza de que aventuras ainda maiores se avizinham para vocês. Abreijos, Mark
Responder | Responder com citação | Citar
# A União Faz A ForçaJoaquim Nogueira 31-08-2010 23:16
Parabéns por mais uma aventura a dois. Assim, estarão sempre em vantagem perante os demais concorrentes. Continuem a ser felizes com este vosso estilo de vida. Um abraço deste vosso admirador, Joaquim Nogueira
Responder | Responder com citação | Citar
# Dupla maravilhaVitor Dias 02-09-2010 14:38
Olá Susana e Telmo É um prazer enorme ver-vos correr, nadar, andar de bicicleta ou simplesmente falar convosco. Vi isso no Triatlo em V.N. de Gaia no fim de semana passado, vi ontem no treino no Parque da Cidade, vi agora neste vosso fantástico relato. A felicidade acompanha-vos em todos os momentos e isso está sempre patente nos vossos rostos. Tenho orgulho em pertencer a um grupo com gente como vocês. Espero que continuam a motivar com o vosso sorriso, os vossos feitos e os vossos relatos, todos o que como nós fazem do desporto uma componente importante das nossas vidas. Força campeões. Cumprimentos Vitor Dias
Responder | Responder com citação | Citar
# InvencíveisAlexandre Caramez 02-09-2010 17:33
B) Fantástico! Vocês tornam qualquer prova inspiradora! Parabéns Susana, parabéns Telmo Levo-vos no coração com ORGULHO Um beijo Su e grande abraço Telmo
Responder | Responder com citação | Citar
# Marco Silva 03-09-2010 22:21
Susana e Telmo, meus Parabens pela brilhante prova e por terem desfrutado em conjunto essa Ultra. Simplesmente o orgulho da minha cara. Abraços e beijos.
Responder | Responder com citação | Citar
# carlos 13-01-2011 20:25
fantastica aventura, são sortudos em terem particiado e desfrutado dela parabens
Responder | Responder com citação | Citar

Comentar


Código de segurança
Atualizar