• 60 volta a paranhos 2017 933
  • maratona do porto 2017 915
  • maratona no parque 2017 933

Correr como se não houvesse amanhã - Luís Sousa Pires - Entrevista

luis-entrevista 2013

Correr como se não houvesse amanhã

 

Luís Sousa Pires - Entrevista

 

Corre. Corre muito. No ano passado correu mais quilómetros que a distância percorrida por muitos carros, menos rodados que ele.

Luís Sousa Pires tem56 anosmas temo fôlego de um jovem de 20. E as pernas de um atleta de alta competição. Não o faz profissionalmente, não o faz desde sempre.

Começou aos 46 e corre, apenas e só, porgosto.Sempre fez desporto,desde que se conhece por gente. Futebol, ténis, ciclismo, natação. Um dia,por culpa de uma lesão nas costas, o médico aconselhou-o a correr. E ele, por coincidência, encontrou um amigo que já não via há muito e que andava com a mania das corridas. Começarama correr juntos, em 2002. Logo nesse ano, Luís participou em três meias maratonas. E,no dia 1 deDezembro, estreou-se na maratona.

A sua primeira:“É uma sensação absolutamente maravilhosa. Sentimo-nos uns super-heróis!” Apartir daí foi sempre a aviar.

 

Domingos Paciência – Corredor de Pelotão

Domingos Paciência – Corredor de Pelotão

(in correrporprazer.com)

 

Domingos Paciência no Porto Runners

Foi um ponta de lança nato e um ídolo para os adeptos do Futebol Clube do Porto, clube onde fez a maior parte da sua carreira. Representou a seleção nacional de futebol por 35 vezes e foi treinador das camadas jovens e da equipa B do FC Porto, da União de Leiria, Académica, Sporting de Braga e Sporting Clube de Portugal. Hoje corre como todos nós, sem proteccionismos e com a humildade que sempre lhe foi reconhecida. Corre por prazer e por isso fomos tentar saber o que o faz praticar a modalidade que tanto gostamos.

 

Depois de tantos anos dedicados exclusivamente ao futebol, como surgiu a corrida?


Flaviense João Oliveira volta a participar na mais dura ultramaratona do mundo

Flaviense João Oliveira volta a participar na mais dura ultramaratona do mundo

(entrevista do "Diário Atual" a João Olivieira)

João Oliveira


De Atenas a Esparta são 246 quilómetros de distância e, pelo terceiro ano consecutivo, João Oliveira voltou a percorrê-los. Após ter alcançado o 4º lugar no ano passado, um deslizamento muscular obrigou-o a desistir dos primeiros lugares este ano, mas não do Spartathlon, terminando em 33º lugar. Já com os mínimos garantidos para a próxima prova, o flaviense garante que só vai parar quando chegar ao pódio.


Todos os últimos fins-de-semana de Setembro, o flaviense João Oliveira ruma ao país dos Jogos Olímpicos para correr o Spartathlon, a mais dura ultramaratona do mundo, onde, numa só etapa de 36 horas, os atletas correm 246 km entre Atenas e Esparta, repetindo os passos do mensageiro ateniense Fidípides que efectuou esse percurso para pedir ajuda contra a invasão dos Persas no ano 490 a.C. Este ano, João Oliveira, o primeiro atleta português masculino a participar nesta mítica corrida, competiu com corredores de 33 países de todo o mundo e só uma lesão muscular o impediu de chegar mais longe do que o ano passado, em que conquistou o 4º lugar.



Telmo Veloso e Susana Simões – Desafios a dois

 Telmo Veloso e Susana Simões – Desafios a dois

(in correrporprazer.com )

 

Image

 

Apresentamos hoje uma nova iniciativa dedicada a recolher, na primeira, pessoa a opinião e experiência pessoal de triatletas.

Sendo este um espaço especialmente destinado a atletas amadores que se esforçam por encontrar tempo para treinar nos intervalos dos compromissos pessoais e profissionais, nada melhor do que encontrar alguns que se destacam neste meio.

Para começar escolhemos uma dupla que representa a dedicação a esta apaixonante modalidade: Telmo Veloso e Susana Simões, atletas do Porto Runners Triatlo.

 

 

Revista Mundo da Corrida - Entrevista a Vitor Dias

Image
 

 Revista Mundo da Corrida Dezembro de 2010

- Entrevista a Vitor Dias -

 

No suplemento da Revista de Atletismo, Mundo a Corrida, do mês de Dezembro 2010 surge uma entrevista dada pelo nosso colega Vitor Dias, onde fala da sua ligação ao Porto Runners, o modo como o Porto Runners influênciou a sua vida, da sua iniciação na corrida e das primeiras maratonas que realizou.

 

Poderão ler aqui a entrevista completa.

Entrevista a Vítor Dias